DESEJO COM POUCAS RIMAS

“Desejo
Meu olhar no seu
Seu beijo misterioso
Seu andar
Tua voz dizendo
Que me quer
Que me ama
Com a calma
Habitual
Que te guia

Desejo
Minhas mãos
Segurando as tuas
Seu corpo nu
Colado ao meu
Em ebulição
Atração
Inevitável
Impulso fatal
Dois perdidos
no espaço sideral

Desejo
Sol e chuva
Mar e neve
Folhas caídas
Flores na mesa
Imenso lago
Vinho na sala de estar
Dança inebriante
Risos pelo ar
Brilho em teu olhar
Meu coração satisfeito
Dois seres
E o amor que transborda
Dentro da casa
Ou onde passarmos
O mundo mais belo
E a vida, sublime
Tudo partindo
De concretizar
Esse imenso
Desejo.”

(Mael Júlia)

Imagem: teamarassim.blogspot.com

Anúncios

DESEJO

13321816_247174772325305_1056213864616407605_n

“Desejo, a cada vez que vejo seu olhar, que o brilho dele seja minha estrela guia. Para me mostrar a melhor rota a trilhar.
Desejo também que toda distância se encurte, se dissipe, desapareça.
Pois alma e coração clamam para estar diante de ti, pela primeira e definitiva vez. E testemunhar os segundos se arrastando, no instante em que nos analisaremos em silêncio. Cada gesto, movimento, respiração, olhar… tudo.
Tudo que me encanta em você.
Me envolveu da forma mais doce, que me fez querer sair de onde estou, apenas para te encontrar.
Desejo estar contigo. Pegar suas mãos e sentir o calor que aquece teu coração, e forma a chama do teu desejo.
Desejo meu olhar embriagado no seu, antecipando o próximo passo improvável.
Desejo o precipício do teu beijo. Para, enfim, me jogar e me deixar morrer em teus lábios, e seu abraço urgente me trazendo de volta à vida.
A cada dia, durando meses.
E a cada encontro, a crescente certeza.
Do desejo de querer.
De querer te completar, te amar na alma, e fazer de meu coração, a tua morada.
Desejo você.
Desejo a mágica.
Desejo a vida.”

(Mael Júlia)

Imagem: Google

ADD

downloadfile

“Preciso adicionar
o meu olhar no seu
Pra descobrir
o que há dentro de ti.
Calma de luar
Ou traços de breu.
Poder refletir
Na essência que há em si.

Preciso pousar
Meu desejo no seu
Para revelar
Uma chama que consome
Um sol a brilhar
Eu, no colo teu
Fazer germinar
Uma flor ainda sem nome

Preciso adicionar
Minha vida na sua
Para iluminar
O que há dentro de nós
Eu: um poetizar.
Você: uma alma nua.
Um verbo ‘amar’
Que conjugaremos a sós.”

(Mael Júlia)

Imagem: Google

DESEJO QUE CHOVA

51ce42181b48fcd3ad95deebeb3854ac

“Desejo que chova.
Sim, que chova.
Não importa o quanto, mas que as águas que caem do céu formem uma imensa cortina cristalina banhando a terra.
E desejo que você venha.
Não importa de onde, mas que venha, cedo ou tarde.
Para compartilhar essa chuva comigo.
E quanto mais forte ela for, melhor.
Uma tempestade desabando sobre nós.
Sim, eu quero muito. E mais que isso, eu te quero.
Incondicionalmente, te desejo em meus braços.
Desvairadamente quero te provar por um instante e num simples ato, o quanto pode se sentir livre, sem amarras, e nenhum empecilho.
Corrermos de um lado pro outro, encharcados dos pés à cabeça, e rindo como duas crianças que acham graça de tudo.
Sim, eu desejo.
Que caia essa tempestade, nos lave a alma e elimine qualquer dúvida que pairar em nossa mente.
Que cada gota esteja em nossa memória e na trilha sonora proposta para aquele cenário, onde somos protagonistas.
Que num dado instante, a gente se perceba e que todo o resto não é necessário.
Sim, eu preciso de você!
E interpretarei verdadeiramente esse momento contigo.
Onde o coração será o diretor, e não haverá roteiro. Seremos apenas nós.
Unidos num abraço intenso, e num beijo urgente.
E nos amaremos ali mesmo, no meio da rua.
Livre e infinitamente nos amando, até o cansaço nocautear nossa disposição.
Desejo que chova.
E que você se transborde em mim.
Que seja a água da minha sede, e o alimento pra minha fome.
E a terra habitável para fazer minha morada em teu peito.
E quando findar a chuva, um arco-íris nos unirá e colorirá toda imagem que havia antes desbotado.
E somente você será o Sol de cada dia meu.”

(Mael Júlia)

Imagem: br.pinterest.com

SONHAR É PRECISO

piratas-5

“O olhar que se perde no infinito, não está completamente isolado da razão, e nem com os pés fora do chão.
É onde todos os pensamentos se ordenam, para que revisamos nosso caminhar a fim de pisar direito em qualquer solo.
Todos nós buscamos sempre alguma coisa que nos satisfaça, e é isso que nos move. Sempre andando, correndo, batalhando, trabalhando duro para ver o sonho concretizado.
Porque um sonho não é uma bala que se compra. E sim, uma quantidade enorme de argila onde você molda à sua maneira, com muita delicadeza, atenção, suor e paciência, até chegar na forma desejada.
Ao terminá-lo, chegaremos a uma conclusão: Nossos sonhos são lindos e grandiosos. Por si só, inclassificáveis. Tudo que é inclassificável não tem preço, por ser demasiadamente valioso.
Nunca se abstenha de seus sonhos! Jamais jogue-os fora!
São eles que nos mantém vivos para a vida.
Sob hipótese alguma, nunca deixe de sonhar!”

(D.C)